blog

Educação financeira para crianças

O contato com a mídia em comerciais e o consumismo exagerado expõe a necessidade de trabalhar, desde muito cedo, a consciência sobre as questões financeiras com os pequenos. Não ensinar a educação financeira, pode se tornar um problema enquanto crianças e até mesmo na vida adulta.

O consumismo está presente no dia a dia das crianças desde o desenho animado que elas assistem, até as próprias atitudes consumistas dos pais. Portanto, preste atenção inclusive nos seus atos, para não falar uma coisa e fazer outra, pois a tarefa de tornar o filho um consumidor consciente é fácil e pode ajudar nos hábitos de toda a família.

Como começar?

Comece ensinando a diferença entre a vontade de ter algo e a real necessidade de possuir aquele objeto. A mesada é um excelente instrumento educativo para a compreensão do valor do dinheiro. Para crianças de 3 a 5 anos, pode-se comprar um porquinho, ensinando a guardar moedas. É importante fazer com que a criança estabeleça um objetivo para o dinheiro que está guardando, podendo ser para a compra de determinado brinquedo ou até um passeio.

A partir dos 6 anos já é possível dar uma mesada, já que a criança já está envolvida com operações matemáticas na escola. Para estipular um valor devem ser considerados fatores como os hábitos familiares e a renda, mas é importante evitar exageros para que o processo educativo não se torne uma forma de esbanjar o dinheiro com besteiras.

Abrir uma poupança em nome da criança também é uma opção para os maiores. Fazer com que elas estabeleçam objetivos e guardem o dinheiro, acompanhando os rendimentos até que consiga alcançar o que eles determinaram. Desta forma a criança aprende o valor do dinheiro e compreende um pouco da vida financeira dos pais.

Dicas para a independência das crianças:

  • Mostre os caminhos para as crianças, mas deixe-as escolher o que querem comprar com o valor da mesada. É importante que elas entendam o processo sem muita interferência dos pais.
  • Estimule seus filhos desde cedo a guardar parte da mesada, em uma poupança ou cofrinho.
  • Mostre a importância do planejamento financeiro para atingir os objetivos.
  • Seja um bom exemplo! As crianças são inteligentes e muito intuitivas. Elas percebem quando os pais pregam a importância de guardar dinheiro, mas gastam desenfreadamente.

 

Card-1905-Blog

7 dicas para reformar sem dor de cabeça

Para muitas pessoas, reformar é sinônimo de dor de cabeça. Conviver com uma obra dentro de casa, com poeira, bagunça, prazos estendidos e o medo de estourar o orçamento são alguns dos problemas que mais assustam. A decisão de fazer uma reforma na casa em que se mora, pode não ser muito fácil, mas por vezes é necessária. Com o passar dos anos, instalações hidráulicas e elétricas, pisos, pintura, forro e telhado, necessitam de manutenção. O planejamento da obra é essencial para evitar gastos excessivos e surpresas na obra. Confira as nossas dicas e saiba o que fazer para passar por esta fase com tranquilidade.

Fazer uma lista de cada item para discutir com os profissionais que vão executar a obra é uma forma de visualizar cada necessidade. O mais importante é pensar em projetos executáveis, e dentro do orçamento.

Fique atento ao orçamento. A partir do valor disponível é possível verificar o que pode ser feito e o que não pode. Se não vai ser possível fazer todas as reformas necessárias, é nesta hora que você precisa definir o que é mais importante para o funcionamento da casa. Se a reforma for apenas na estética dos ambientes, você pode escolher os cômodos que mais usa e focar neles. Mas não se esqueça de colocar todos os itens que precisam ser trocados, verificando também com um especialista as partes elétricas, tomadas e demais peças necessárias.

Reserve parte do orçamento para emergências. Ao mexer na casa é possível encontrar problemas escondidos atrás das paredes. Partes elétricas e hidráulicas nem sempre estão previstas na reforma e por isso é importante separar parte do dinheiro para possíveis imprevistos.

Negocie os preços. Fazer orçamentos e pechinchar nas lojas de materiais de construção é sempre uma boa ideia para garantir melhores preços. Leve o orçamento de uma loja a outra e negocie preços e condições de pagamento.

Se for reformar mais de um ambiente, não se esqueça de planejar a ordem da reforma para que continuar morando na obra não se torne um pesadelo, especialmente se for mexer nas partes comuns como a cozinha e o banheiro. Estes cômodos requerem mais atenção e você precisa adaptar a sua rotina. Reformar uma peça de cada vez pode tornar o processo mais tranquilo e você pode adaptar os espaços conforme o andamento das obras.

Contrate uma equipe de empreiteiros que tenham experiência em reformas. Busque o maior número de referências com os amigos para acertar na escolha e pesquise detalhes sobre as obras já executadas. Durante a execução do trabalho, tente ficar o mais próximo possível vistoriando se tudo está de acordo com o projeto e verificando se o material está sendo usado de forma correta, a fim de evitar desperdícios.

Fale com um especialista. Consultar um arquiteto pode ser uma das escolhas mais acertadas, afinal, contratar os serviços deste profissional pode facilitar a comunicação com o empreiteiro. O arquiteto tem capacidade para prever problemas, negociar os serviços e escolher os acabamentos mais adequados para cada cômodo da casa.

lauda

Novo, seminovo ou usado. Qual a melhor escolha?

É muito comum surgirem dúvidas na hora de comprar um carro e ainda mais se for o primeiro, afinal, esta é uma escolha importante. Mas calma, é possível e não é difícil, basta analisar os seus objetivos e o valor que vai investir.

É natural que o desejo de comprar um carro zero quilômetro se sobressaia, porém pesquisar os veículos que já estão no mercado pode ser um negócio rentável. O motivo disso é que o veículo zero quilômetro desvaloriza já no momento em que ele sai da concessionária. Já o seminovo se aproveita da desvalorização do novo e se torna mais barato. E o usado pode ser ainda mais barato, mas precisa de atenção aos aspectos de lataria e mecânica para que o barato não saia caro.  Confira as vantagens de cada um e faça sua escolha.

Novo

Além do cheiro de carro novo, a principal vantagem é o fato do veículo não ter tido nenhum dono anterior. Isso quer dizer que as peças são novas e não há desgaste na mecânica e lataria. Outra vantagem é a garantia que a as marcas oferecem, que pode ser de até cinco anos.  Entre as desvantagens está o preço mais alto e a desvalorização que o veículo sofre ao sair da loja, que pode ser de 10 a 20%. Além disso, se comparar os valores é possível que você tenha mais opcionais e vantagens ao comprar um carro usado, ao invés do novo. Por isso essas opções também são importantes na hora de escolher o valor da sua carta de crédito.

Seminovo

É considerado seminovo o veículo que tem até três anos de uso e no máximo 20 mil quilômetros rodados. Isso porque com os devidos cuidados, ele pode andar este período e até mais, em perfeitas condições, sem gastos de manutenção. A vantagem do veículo seminovo, é que o comprador se aproveita da desvalorização do valor do veículo, tendo um carro praticamente novo e sem problemas de mecânica. É claro que é ideal que um mecânico de confiança avalie as condições para saber se de fato o veículo foi bem cuidado pelo dono anterior.

Outra vantagem é que a garantia é do veículo e se ela ainda estiver em validade continuará valendo para o novo proprietário.

Usado

O veículo usado é sem dúvida a opção mais barata, mas é preciso avaliar se é vantajoso comprar um carro com extenso histórico de manutenção, quilometragem e proprietários. É preciso avaliar com um mecânico as condições do veículo, para saber se vai ser necessário fazer mais algum investimento para deixa-lo 100% em ordem. Com estas questões resolvidas, o usado pode ser mais vantajoso. Outra questão a ser considerada é o fato do IPVA ser mais baixo em carros usados.

O mais importante é fazer as contas de quanto pode investir e não se esqueça de levar também em consideração o custo de manutenção mensal do carro com seguro, impostos e possíveis manutenções. O importante é pesquisar bastante e tentar negociar o valor, já que com a carta de crédito contemplada da HS Consórcios você vai pagar à vista.

lauda1

Como planejar a renda para a compra do primeiro carro ou casa sendo universitário

O estereótipo afirma que universitários são pessoas sem dinheiro, sempre com as finanças apertadas. Em muitos casos, pode ser. Mas será que com um objetivo em mente e planejamento, não é possível adquirir um bem durante essa etapa?

A educação financeira é uma tarefa que pode ser aprendida em qualquer fase da vida. Quanto antes começar, mais fácil se torna o processo. Uma maneira de assegurar o futuro é investir ao menos parte da renda. O controle de gastos pode garantir uma economia de pelo menos 10%, valor que pode se investido na compra de um carro ou casa.

Mas e como eu faço para economizar? Repensar os gastos diários, pode ser uma forma de economizar no montante do mês. Será que aquele café ou lanche diário não pode ser levado de casa? Além de ser mais saudável, a soma dos valores ao longo do mês podem garantir uma boa economia. O cartão de crédito também pode ser um péssimo aliado nessa hora. Além de juros abusivos, as operadoras de cartão de crédito, em sua maioria, cobram taxas mensais de manutenção que somadas, podem atrapalhar os seus planos.

Outro fator de risco do planejamento financeiro é a facilidade de usar o cartão de crédito. A possibilidade de comprar algo que você quer muito, (mas não necessita) e pagar parcelado é tentadora, mas gastar sem planejar liquida a chance de fazer sobrar dinheiro e desta forma investir no futuro.  Planejar os gastos da renda e pagar em dinheiro ou débito é sempre a melhor opção.

Para planejar-se o primeiro passo é reunir o maior número de informações sobre a sua vida financeira. Faça uma lista com os gastos de transporte, alimentação, mensalidade da faculdade e outros. Depois de entender a sua vida financeira é possível traçar objetivos e metas. Mude seus hábitos, peça descontos e sempre compare os preços antes de comprar alguma coisa. É possível fazer economia em cada situação, use a internet a seu favor e pesquise muito.

Dicas:

  • Defina uma estratégia adequada à sua realidade;
  • Não tenha medo de arriscar;
  • Prefira pagar tudo à vista;
  • Estabeleça um limite de gastos mensais;
  • Anote os gastos em uma tabela. Desta forma é possível analisar formas de gastar menos;
  • Seja objetivo.

Na hora de planejar suas finanças e investir, a HS Consórcios pode te ajudar e muito. A possibilidade de pagar a metade da parcela até a contemplação é uma facilidade para quem tem o orçamento apertado, mas não quer abrir mão de realizar seus sonhos.

Faça agora mesmo uma simulação em nosso site https://www.hsconsorcios.com.br/consorcio/simulador e planeje o seu investimento.

 

lauda2

Saiba o que é verdade e o que é mito na hora de optar pelo consórcio

O planejamento financeiro é fundamental na hora de decidir como você vai investir o seu dinheiro e muitas dúvidas podem surgir nesta hora. Saiba o que é verdade e o que é mito sobre os consórcios e tome sua decisão com segurança.

1)    Consórcio é um tipo de investimento: Verdade!

O consórcio pode ser visto como uma ótima opção para quem tem dificuldade em guardar dinheiro. Com a possibilidade de planejar o valor e a parcela a serem pagas, o investimento em longo prazo é ideal para quem quer aumentar seu capital financeiro. Com a facilidade da meia parcela que a HS oferece você não compromete o orçamento e garante ainda mais economia.

2)    Para ser contemplado o cliente conta apenas com a sorte: Mito!

Além do sorteio, o cliente pode ofertar lances com a possibilidade de antecipar a sua contemplação. As características do lance podem variar de acordo com o grupo ao qual participam. As modalidades de lances se enquadram em Livre, Limitado, Retido, Fixo e Fidelidade. Consulte seu corretor autorizado da HS Consórcios e saiba mais sobre a melhor escolha para você.

3)    Posso usar o meu carro como lance: Verdade!

Se você está pagando um consórcio para compra de bem móvel, é possível usar o valor do seu veículo usado como lance.

4)    Posso usar o meu FGTS no consórcio: Verdade!

Esta vantagem pode ser usada no consórcio de imóveis. A utilização do FGTS é autorizada como complemento ao crédito e para pagamento de lances, de acordo com as regras estabelecidas pela Caixa Econômica Federal. Consulte as regras e saiba se você se encaixa nesta funcionalidade.

5)    Posso comprar um bem de valor menor que o valor da minha carta de crédito: Verdade!

O bem a ser adquirido pode ser de menor valor. O saldo do crédito que não for usado servirá para abater o saldo devedor nas parcelas a vencer. Caso a carta de crédito tenha sido quitada, é possível solicitar o valor em espécie em um prazo de 180 dias após a contemplação.

6)    O consorciado não tem acesso às informações das assembleias: Mito!

O consorciado pode participar das assembleias, ou obter as informações na área restrita ao cliente com os dados de grupo e cota, em nosso site, ou através da nossa Central de Atendimento (51) 3564-8400.

7)   Posso quitar um financiamento com um consórcio: Verdade!

Para que seja possível cobrir um financiamento, o valor do crédito deve cobrir o saldo financiado, de acordo com as regras da administradora. É necessário consultar o banco ou instituição financeira para saber quais as regras para dar baixa no Gravame (desalienação do bem). A alienação do bem é transmitida da instituição financeira onde o mesmo havia sido financiado para a HS Consórcios, até a quitação da carta de crédito. Caso a carta de crédito tenha sido quitada, é realizada a baixa do Gravame.

8)    Financiamento é mais vantajoso que o consórcio: Nem sempre!

Devem ser levados em consideração pontos como o tempo, juros e o objetivo do investimento. O consórcio oferece vantagens por não ter cobrança de juros. São cobradas taxas administrativas que são diluídas nas parcelas e você pode programar a compra da sua casa ou carro com economia.

18.10.17_Postlink_Blog_2

Como planejar o orçamento diário

18.10.17_Postlink_Blog_2

Cuidar do seu orçamento, acaba não sendo só essencial para conquistar os seus sonhos, mas é fundamental para ter uma vida a organizada a longo prazo, sem ter surpresas desagradáveis e cair em problemas financeiros.

O jeito mais fácil e comum de se organizar financeiramente é ter um cuidado maior com o orçamento mensal. Você pode optar por definir o quanto quer gastar em cada categoria durante o mês: alimentação, saúde, supérfluos de acordo com o seu estilo de vida. Isso auxilia para que a sua atenção seja maior com gastos desnecessários, fazendo com que você tenha maior cuidado onde vai gastar e economizar em cada categoria.

Uma das principais formas para conseguir fazer esse controle, é anotando, guardando recebidos, boletos e colocando o quanto foi gasto em cada uma destas categorias. É um pouco trabalhoso, mas acaba sendo satisfatório, quando você começa a perceber os seus gastos e observa onde pode mudar para bater suas próprias metas financeiras. Procure organizar seus gastos por datas, sendo assim a direção para onde o seu dinheiro está indo será muito maior.

Procure diferenciar em seus gastos, o que realmente você precisa gastar em um dia e o que é apenas um supérfluo, que muda completamente suas finanças ao final do mês.

Pesquise lugares que podem sair mais em conta, por exemplo o almoço, gastos que você pode controlar.

Para tudo isso dar certo, você também precisa definir o quanto quer gastar por mês nas categorias que escolheu, dessa forma você poderá controlar se está executando da melhor forma ou se ainda tem o que mudar para reverter a sua situação financeira no decorrer do mês.

Tudo isso facilitará ao longo do tempo para quem quer reduzir os gastos e economizar seu orçamento para fazer uma viagem diferente no final do ano, trocar o carro, comprar a tão sonhada casa própria.

2017.10.04_HS_Card_blog1

Consórcio e juros: como funciona?

Uma das primeiras dúvidas ao fazer um consórcio é a questão dos juros. Assim como todo investimento, você pode estar pensando que também vai ter que pagar juros altíssimos após ser contemplado.

Nesse caso, a história muda ao fazer um consórcio. Não é brincadeira quando dizem que não existe juros. O consórcio, se tratando de um autofinanciamento, se resume basicamente na união de pessoas que se juntam para a compra de serviços ou bens, e é construído com recursos dos participantes do grupo, que contribuem mensalmente com o pagamento das parcelas. Os consorciados irão pagar apenas uma taxa administrativa, que é cobrada pela administradora de consórcios para controlar o grupo e liberar as cartas de créditos contempladas. Independente do período que o cliente fizer  seu consórcio, pagará a mesma taxa de administração, diferente de um taxa de juros que é pago mensalmente.

Dessa forma, como não existe um empréstimo bancário, todo o dinheiro arrecadado vem das contribuições dos participantes do grupo, não havendo assim nenhuma cobrança de juros.

Tem dúvidas ainda de como funciona a questão dos juros, taxas de consórcio. Fale com um corretor da HS Consórcios e aproveite para fazer uma simulação online: https://www.hsconsorcios.com.br/simulador2017.10.04_HS_Card_blog1

 

2017.09.18_HS_Crono_Setembro_2_Card_Blog

Como planejar um escritório na sua casa

2017.09.18_HS_Crono_Setembro_2_Card_Blog

A maior parte da população atualmente ou trabalha em casa, “home office” ou acaba dedicando um tempo para trabalhar após o horário de expediente. Nada melhor para isso do que possuir um espaço na sua casa, organizado e de acordo com tudo que você precisa para sentir-se bem trabalhando no conforto de casa.

Pensamos em algumas dicas que podem ajudar a montar esse ambiente dedicado ao seu trabalho dentro de casa. Os móveis para um escritório são as peças chave: mesa, cadeira, gavetas e prateleiras.

Geralmente, a cor é sempre clara, tons de branco, cinza, bege. Para quem prefere usar tons de madeira, use alguma cor que combine com os móveis.

O lugar depende de como é a disposição da sua casa, tem quem faça o escritório dentro do quarto, um escritório planejado em algum vão da casa, acoplado dentro de um armário, priorize por um lugar que seja tranquilo para ajudar na sua concentração.

Os objetos como abajur, prateleiras, gaveteiros e tapete são o que vão dar um toque a mais no estilo, podendo ser um escritório todo clean, de uma cor só e claro, ou também escolher por um abajur colorido para quebrar a sobriedade.

Não esqueça de escolher uma cadeira ou poltrona que seja confortável e evitar complicações na hora de dedicar seu tempo de trabalho.

2017.08.02_HS_Crono_Agosto_Blog_Casa

Confira as oportunidades de casa na praia com a HS Consórcios

2017.08.02_HS_Crono_Agosto_Blog_Casa

Chega um período do ano que não tem como evitar, a vontade de ir pra praia começa a se manifestar e aquele sonho antigo de criança volta a tona. Sempre é aquela correria no final do ano, casa de amigo, parente, alugar ou ficar em um hotel. Já pensou em adquirir a sua casa própria na praia?

Além das diversas vantagens de realizar essa conquista que é ter a sua casa na praia com tranquilidade, a HS Consórcios vai te mostrar que é muito mais simples do que você imagina:

As parcelas continuam sendo mensais e de acordo com a sua necessidade e o valor diminui em vários meses. Comece fazendo uma simulação dos valores online: www.hsconsorcios.com.br/simulador.

Fazendo um consórcio, além de conquistar um bem, você também tem um investimento a longo prazo, afinal, o valor pago volta em forma de carta contemplada.

Já pensou que quando você não estiver usufruindo da sua casa, pode alugar e conquistar um dinheiro extra?

O benefício do consórcio é muito maior do que um financiamento, pois ele não possui juros, apenas um taxa administrativa fixa.

Aproveite esse verão conquistando a sua casa própria! Tem dúvidas? Entre em contato com a gente e venha conversar com nossos corretores: https://www.hsconsorcios.com.br/como-funciona/passo-a-passo

 

blog

Por que investir em consórcios depois dos 60 anos?


blog

Graças ao conjunto de alimentação saudável, prática de atividade física e suporte da medicina, uma pessoa de 60 anos tem um amplo horizonte de planos e conquistas pela frente, algo que era impensável há 20 anos. Hoje a expectativa de vida no Brasil é de mais de 75 anos, com tendência de crescimento em todas as regiões do país.

Se o cenário de qualidade de vida e expectativa de vida mudou, a forma de investir deve mudar também. Não se pode pensar na administração (e ampliação) dos bem conquistados ao longo de toda uma vida de trabalho como antigamente.

Existe mares novos a serem navegados. E o consórcio aparece com uma nova possibilidade de ampliar as suas conquistas. Mas isso deve ser feito com cuidado, nunca colocando em risco o seu patrimônio: sem financiamentos, comprometimento de bens, taxas de difícil compreensão, entre outras surpresas desagradáveis que não estamos mais dispostos a enfrentar.

Sem deixar de falar na sensação de prazer e bem estar, tanto no curto, como no longo prazo. Porque não uma casa na praia? Ou tirar da planta à ideia de uma casa nova, desenhada do jeito que você sempre sonhou. As possibilidades são muitas, basta-se permitir, e claro, nunca abrir mão de um bom planejamento

E sim! Você pode contar com a HS Consórcios para dar esse próximo passo. Conte com os nosso consultores para entender um pouco mais, tirar suas dúvidas e fazer acontecer. Você também pode iniciar fazendo uma simples simulação de valores e prazos no nosso site. :)