HS Consórcios chega a mais uma cidade catarinense: Navegantes

Agora é a vez da HS Consórcios chegar na cidade catarinense de Navegantes. Quem mora na região do município tem o atendimento próximo da Fioritto Corretagem Ltda (Corretor Autorizado HS Consórcios), localizada na Av. Prefeito José Juvenal Mafra, n° 1136, Centro. Contato pelo telefone (47) 9672-8070 ou pelo e-mail fernandofioritto@gmail.com.


Para pesquisar demais locais onde é possível encontrar os serviços da HS Consórcios, clique aqui!

Conheça Navegantes

Fonte: Prefeitura de Navegantes

pontal

Praia do Pontal: um dos símbolos de Navegantes (SC)

Navegantes é um município localizado à margem esquerda do rio Itajaí-Açu, no litoral norte de Santa Catarina. É uma cidade nova, apesar de sua colonização ter iniciado no século XVIII por açorianos e portugueses do continente. O crescimento do lugar foi rápido: já em 1796, uma planta levantada pelo demarcador da Real Fazenda, José Ferreira de Mendonça, apontava o nome dos primeiros moradores. A memória popular e os registros históricos narram que nessa terra habitaram índios carijós e botocudos. Neste lugar, também, estabeleceu-se o primeiro homem branco do Vale do Itajaí, João Dias D´Arzão, que com Manoel Lourenço de Andrade, fundador de São Francisco do Sul, fez várias plantações e garimpou ouro.

Navegantes pertenceu, durante muito tempo, ao município de Itajaí. Era conhecido como povoado de Santo Amaro, mas em 1912, começou-se a discutir o nome do Arraial. Como era habitado por muitos navegadores e tendo por padroeira Nossa Senhora dos Navegantes, o Conselho Municipal deu-lhe o nome de bairro Navegantes no dia 17/12/1912. Em 14 de maio do mesmo ano, a Resolução nº 02 da Câmara Municipal de Itajaí autorizou o desmembramento. A lei Estadual nº 828, 30 de maio de 1962, eleva Navegantes à categoria de município, mas a emancipação político administrativa só ocorreria em 26/08/1962. A convivência harmoniosa com o mar e a descendência de açorianos fazem de Navegantes uma terra cujas raízes religiosas são indiscutíveis, principalmente quando alude à festa em homenagem à padroeira do município, uma das mais tradicionais e conhecidas do país.

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>