Arquivos mensais: abril 2017

Consórcio de automóveis: quais carros são melhores para o seu bolso?

HS Carros baratos

Em tempos de crise, comprar um carro novo é um sonho possível quando se faz um consórcio. Apesar de ser uma compra planejada, feita a longo prazo, você já deve ter em mente quanto está disposto a gastar e em que modelo pretende investir.

Atualmente, o valor mais em conta dentre as cartas de crédito disponibilizadas pela HS Consórcios é de R$ 34.280,00. Pensando neste valor, separamos uma lista com os melhores modelos automobilísticos que estão nessa faixa de preço – os carros mais baratos no país normalmente apresentam motor 1.0 e não apresentam muitos adicionais de série.

CLIO AUTHENTIC (Renault), por R$ 27.380,00

Hatch de luxo dos anos 2000, este modelo de 2016 é mais simples, seu motor é 1.0 e traz menos adicionais de série. Ainda assim, conta com computador de bordo, vidros verdes, encosto de cabeça no banco traseiro, motor potente (77 cv) e econômico (14 km/L).

PALIO FIRE (Fiat), por R$ 28.360,00

Este modelo de 2016 é um dos mais baratos da Fiat. Apresenta motor Flex 1.0, com potência de 73 cv e média de 12 km/L. O Palio Fire conta com relógio digital, vidros verdes, calotas e conta giros.

UNO VIVACE (Fiat) R$ 29.610,00

O Uno é sempre lembrado quando o assunto é carros baratos. O modelo Vivace, de 2016, tem motor Flex 1.0, 73 cv e conta com relógio digital, vidros verdes, apoio de cabeça no banco traseiro e calotas.

GC2 (Geely), por 29.900,00

O modelo chinês de 2015 é o compacto que oferece o maior número de adicionais de série dentro da faixa de preço. Motor 1.0 de 63 cv, ar condicionado, direção hidráulica, vidros verdes e trava elétrica.

GOL (Volkswagen), por R$ 31.550,00

O Gol é um dos hatchs mais vendidos do Brasil. Este modelo de 2016 conta com motor de 4 cilindros e 72 cv, apoio de cabeça no banco traseiro, calotas e banco do motorista com regulagem de altura.

Qual modelo mais combina com você? Estes são só alguns. Quando você faz um consórcio, independente do valor, você ganha a vantagem do poder de compra, o que facilita a aquisição do seu veículo.

Conheça as vantagens do consórcio, faça a simulação e comece agora a planejar o seu futuro.

 

Consórcio de imóveis já apresenta crescimento em 2017

HS Imoveis

Segundo a ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio), o ano de 2016 contou com 70 mil contemplações e 225,2 mil novas cotas de consórcios – isso só na categoria de imóveis. Para 2017, a previsão – que era muito positiva – já vem agradando o setor.

Minas Gerais, mercado onde a HS Consórcios investe forte, vem crescendo consideravelmente e apresenta um cenário animador quando se observa o desempenho no mês de janeiro deste ano.

O consórcio é acessível ao bolso do brasileiro, oferece um investimento planejado, sem juros e ainda conta com a oportunidade da meia parcela. Tudo isso transforma a modalidade cada vez mais atraente em tempos onde o orçamento familiar anda cada vez mais apertado.

Com o consórcio, é possível adquirir uma casa, apartamento, terreno ou peça comercial, além de poder usar a carta de crédito para a construção ou reforma. A partir de R$ 273,36 por mês, o consorciado pode realizar o sonho de ter o seu bem. Por essas e outras que o consórcio é a melhor forma de adquirir um bem de forma programada, organizada e econômica.

 Acesse o simulador: https://www.hsconsorcios.com.br/simulador

Novas regras da ANAC entram em vigor, entenda

anac

No último dia 14 de março, entraram em vigor as novas regras da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para bagagens. Apesar de polêmica, a mudança já começa a valer para quem comprou passagens após o 14 de março.

O que muda?

O peso limite para bagagens de mão passa de 5 kg para 10 kg. Porém, para as bagagens despachadas o cenário muda negativamente. Se antes, o passageiro podia transportar até 23 kg em voos nacionais e 32 kg em voos internacionais sem pagar por excesso de bagagem, agora, toda e qualquer bagagem despachada será cobrada – e a definição do valor ficará a cargo de cada companhia aérea.

Sobre a multa por cancelamento, ela não poderá ser maior que o valor da passagem. Além disso, tarifas portuárias e taxas de embarque deverão ser integralmente reembolsadas e a empresa deverá oferecer a opção de passagens com regras flexíveis e que garantem até 95% do reembolso.

E mais: o passageiro pode desistir, sem ônus, da compra no prazo de 24h após receber o comprovante de passagem – caso o período até a data de embarque seja superior a 7 dias.

Mais informações no site da ANAC.