Arquivos mensais: dezembro 2018

capa-lauda-21-12

Vai viajar? Não esqueça da revisão do seu carro!

Mais um ano chegando ao fim e as tão esperadas férias enfim chegaram. Mas para não ficar empenhado na estrada e não colocar a sua família em risco é fundamental fazer uma revisão no veículo. Alguns itens podem até ser checados em casa, como o estado dos pneus, nível da água do sistema de arrefecimento e nível do óleo. Mas para outros itens você vai precisar de um especialista. Portanto, pegue um bloquinho, anote as nossas dicas e não esqueça de marcar um horário com o mecânico!

Estado dos pneus e calibragem

Sem dúvida, os pneus estão entre os itens de seguraça mais importantes do veículo. A calibragem deve ser feita com frequência e precisa estar dentro do que é recomendado pelo fabricante no manual. Além disso, calibrar correta e constantemente aumenta a vida útil do pneu. Considere calibrar os pneus uma vez por semana.. Para checar o desgaste dos pneus, observe se há bolhas e se a banda de rodagem está desgastada. Os sulcos do pneu devem ter no mínimo 1,6mm de profundidade já que eles garantem que, em caso de chuva, o pneu consiga fazer a drenagem da água corretamente.

Não esqueça de conferir também a calibragem do estepe e as ferramentas necessárias para a troca de um pneu, como macaco, triângulo e a chave de roda.

Alinhamento e balanceamento de rodas

Caso seja necessário fazer a troca ou rodízio dos pneus, não esqueça de solicitar a geometria e o balanceamento. Este procedimento é responsável por alinhar as rodas e manter o carro em sua trajetória correta. Fique atento aos avisos que o seu veículo informar, como pneus cantando ou o volante puxando sempre para um lado, sem andar em linha reta. Se isso ocorrer, procure seu mecânico de confiança.

Nível e validade do óleo

A troca do óleo é a revisão mais comum entre os proprietários, já que existe um período determinado para a troca, que pode variar de quilometragem a tempo da troca. Os fluidos do carro são muito importantes e responsáveis por manter as partes móveis do motor em funcionamento. Fique atento ainda a possíveis vazamentos e, salvo em casos que você tenha trocado o óleo recentemente, troque novamente na hora da revisão.

Nível da água

O sistema de arrefecimento do veículo é responsável por manter a temperatura ideal do motor, evitando superaquecimento. Verifique se a água está abaixo do nível ideal e lembre-se que a reposição do líquido deve ser feita sempre com o motor frio. Caso a água esteja baixando com certa frequência, fale com o mecânico para que ele possa verificar onde está o problema.

Freios

A inspeção dos freios é obrigatória por se tratar do item de segurança mais importante. Solicite a verificação do desgaste das pastilhas na revisão com o especialista, assim como o nível do óleo de freios. Pastilhas desgastadas prejudicam a frenagem e podem danificar o disco de freio, o que aumenta o custo de manutenção.

Não se esqueça que as luzes de seta, os faróis, luz de ré e de freios devem estar funcionando corretamente, assim como a documentação do veículo e os seus documentos precisam estar em dia. Assim, você sai tranquilamente conforme manda a lei e evita multas em um dos períodos mais importantes do seu ano. Siga nossas dicas e aproveite as férias com seus amigos ou família com tranquilidade!

lauda-12-12

Saiba como funciona o pagamento do ITBI

Ao comprar um imóvel é necessário pagar uma série de impostos e taxas para realizar a transmissão do bem para o seu nome. Entre as taxas está o Imposto de transmissão de bens Imóveis – ITBI. O imposto é recolhido pela Prefeitura do município onde o imóvel está localizado. O inciso II da Constituição Federal diz que: “compete aos Municípios instituir impostos sobre: transmissão “inter vivos”, a qualquer título, por ato oneroso, de bens imóveis, por natureza ou acessão física, e de direitos reais sobre imóveis, exceto os de garantia, bem como cessão de direitos a sua aquisição”.

O imposto a ser pago está presente em praticamente todas as transações de imóveis e a alíquota pode chegar a 3% do valor do imóvel, o que deve ser previsto no planejamento da compra. O ITBI é um pagamento obrigatório e não possui um valor fixo, já que pode variar de uma prefeitura para outra. O imposto deverá ser pago toda vez que o imóvel for transferido de um proprietário para outro.

A partir de sua legislação, cada município possui autonomia para aplicar a alíquota que serve de base para a cobrança do imposto. Para verificar, basta entrar em contato com a Secretaria da Fazenda do Município onde se encontra o imóvel.

Alguns municípios isentam o contribuinte do pagamento do imposto até certas faixas de valores, ou em casos de tratativas com pessoas jurídicas ou devolução de imóveis. De qualquer forma, cada caso é avaliado de acordo com as regras do município. É importante destacar ainda que o pagamento é obrigatório para a efetivação da transferência do imóvel para o atual proprietário e, que em casos da compra ter sido feita por alguma forma de crédito, seja consórcio ou financiamento, o pagamento é uma condição obrigatória para a liberação do crédito para compra do imóvel que na maioria dos casos fica alienado à instituição financeira.

infografico_cardComo é feito o pagamento do ITBI?

A partir de solicitação de pagamento, fica a cargo do órgão fazendário municipal emitir as guias de recolhimento do ITBI. Algumas prefeituras já oferecem o serviço online, onde é possível fazer a solicitação e emissão da guia de pagamento. Para os municípios onde ainda não há essa facilidade, é necessário solicitar o serviço de forma presencial na prefeitura. A data de vencimento e o local de pagamento são determinados pelo órgão fazendário. Em caso de não pagamento da guia dentro do prazo de vencimento, é necessário solicitar uma segunda via.

Para realizar a transferência do seu imóvel, além de quitar o imposto junto ao município, é necessário solicitar a Certidão Negativa de Débito (CDN), que é feita com a apresentação da guia paga. Este é um dos documentos que deve ser apresentado no Cartório de Registro para a efetivação da transferência do imóvel.

Gostou das dicas? Aproveite e faça agora mesmo uma simulação no site http://hsconsorcios.com.br