HS_lauda_29_10

Perfil de investidor: saiba qual é o seu tipo

Obter segurança e estabilidade financeira para alcançar os sonhos ou para ter uma vida mais tranquila é o desejo de todos, e o mundo financeiro oferece hoje, inúmeras possibilidades para que você aumente o seu patrimônio. Para investir da forma correta, é necessário identificar o seu perfil para que desta forma, você faça aplicações em títulos correspondentes às suas possibilidades, evitando que você perca dinheiro dando um passo maior que a perna.

Ou seja, o perfil investidor serve como um guia para a tomada de decisões e é responsável por escolher os melhores caminhos no mundo financeiro.

Conheça os perfis:

 

  1. Perfil conservador

O perfil conservador é um dos mais comuns entre os investidores. Ele é do tipo que prefere não correr muitos riscos e prefere investimentos mais seguros ao invés de grandes rentabilidades. O conservador também costuma preferir uma maior liquidez, ou seja, um resgate mais rápido do seu investimento, com poucas perdas.

O investimento mais comum para este perfil é a renda fixa, representada pelos títulos do Tesouro Direto, CDBs, LCIs, LCAs, debêntures e outros investimentos, apresentam retornos mais previsíveis. Mesmo assim, ele pode investir uma pequena parcela de seu capital em ações ou fundos de ações.

  1. Perfil moderado

O investidor moderado é aquele que aplica uma parte dos seus recursos em investimentos com menor liquidez entendendo que os retornos financeiros nessas modalidades vêm a médio e longo prazo e que, por isso, elas apresentam um grau de risco médio em suas variações.

Normalmente, como parte de sua estratégia, também aplica outro montante em investimentos conservadores, garantindo liquidez para um resgate rápido e uma boa diversificação, que é a variação dos indicadores que definem o quanto uma aplicação deve render. Uma viagem moderada é aquela que alterna os caminhos e transportes, ora mais rápidos, ora mais tranquilos.

  1. Perfil arrojado 

Este é o perfil que aceita com tranquilidade os riscos de variação em seus rendimentos ou até mesmo alterações em seu capital investido inicialmente. Isso porque ele acredita que a longo prazo todas as movimentações trarão resultados positivos ou, pelo menos, de reequilíbrio.

Ou seja, o investidor arrojado compreende que as variações fazem parte daquele tipo de investimento. Por isso, ele segue uma estratégia para trazer segurança a sua situação financeira, como também diversificar suas aplicações equilibrando com as moderadas e as conservadoras.

O investidor arrojado também não precisará do dinheiro aplicado imediatamente e pode aguardar o melhor momento para resgatá-lo de acordo com os ganhos.

 

Consórcio como investimento

O consórcio tem se mostrado cada vez mais atraente para investidores que procuram por segmentos de longo prazo e baixo risco. Melhor que isso, o consórcio é um investimento com nenhum risco, o que traz segurança e rentabilidade para quem escolhe esta modalidade.
Gostou das dicas? Acesse o nosso site e saiba mais https://hsconsorcios.com.br/

Compartilhe

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

    Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>