Arquivos mensais: dezembro 2020

HS_lauda_19-12

Planejamento financeiro: saiba como fazer o seu

Para conquistar os seus objetivos é preciso saber exatamente para onde vai o dinheiro, e é aí que entra o planejamento financeiro. Ele é importante para entender os seus gastos e criar estratégias para alcançar os seus sonhos, não importa o tamanho deles.

O planejamento financeiro é o melhor passo para conquistar um futuro mais tranquilo para você e as pessoas a quem ama. Você pode estabelecer objetivos de curto e longo prazo com os investimentos certos para o crescimento do seu patrimônio.

Começando um planejamento financeiro

Gerenciar as suas finanças pessoais ou familiares sem um planejamento, é o mesmo que dirigir em uma estrada com os olhos vendados. É uma tarefa muito perigosa! A pandemia aumentou o desemprego e muitas famílias tiveram que optar por manter o emprego de um dos cônjuges para que o outro pudesse ficar em casa com os filhos. Este ano causou uma reviravolta muito grande nas finanças de grande parte das pessoas, mostrando, mais uma vez, a importância de ter um planejamento e uma reserva financeira.

Mantenha o controle do que você recebe, do quanto você gasta e do valor que pode ou está disposto a investir mensalmente. Avalie a sua renda mensal e primeiramente se pergunte: o valor que eu ganho é o bastante? Nesta etapa você pode avaliar se ganha e acordo com o trabalho que desempenha para avaliar uma possível troca de emprego. Se este não é o seu caso, você pode ainda avaliar formas de adquirir uma renda extra. Isso tudo vai depender de suas habilidades, formação e ideais profissionais.

A segunda opção é cortar custos, e apesar de pensar que pode ser difícil, sempre é possível manter um padrão de vida, mesmo que você troque algumas atividades por outras de menor valor, é apenas uma questão de equilíbrio. É nesta etapa que você começa a encontrar soluções para guardar dinheiro e encontrar a tão sonhada estabilidade financeira.

 

Esteja atento aos seguintes passos:

  • Agrupe ganhos e custos;

  • Avalie suas dívidas buscando possíveis negociações;

  • Minimize gastos e aumente os ganhos;

  • Guarde dinheiro;

  • Defina objetivos a curto, médio e longo prazo;

  • Invista o dinheiro conforme os seus planos.

 

  1. Separe suas despesas fixas das variáveis

É de suma importância que você saiba exatamente qual o seu custo mensal fixo como aluguel, combustível, alimentação, gás e outros. As despesas variáveis são aquelas que você não tem como prever o custo exato, mas elas podem estar relacionadas a lazer ou a imprevistos com a manutenção do veículo, por exemplo. As despesas variáveis também são importantes e para que você não extrapole, deve prever um teto máximo para este gasto, de forma que ele caiba no orçamento sem pesar.

Falando em proporção, pense na regra do 50-30-20. A regra serve como base para controlar as suas finanças, prevendo que 50% dos seus gastos são destinados às despesas fixas, 30% aos gastos variáveis e 20% deve ser destinado a investimentos.

  1. Prefira pagamentos à vista

O cartão de crédito é uma excelente opção se você souber usá-lo. No entanto, ter o compromisso consigo mesmo de pagar as contas à vista pode evitar gastos em momentos inoportunos e ainda pode render bons descontos. Pechinchar nos pagamentos à vista é algo que deve entrar na sua rotina, para economizar sempre que possível. Caso você opte pelo uso do cartão de crédito, mantenha sempre o controle dos gastos. Os aplicativos dos bancos são excelentes ferramentas para manter os gastos controlados, caso você opte por este meio de pagamento.

  1. Organize os seus objetivos

Trocar de carro, sair do aluguel, seja qual for o objetivo, eles devem estar divididos a curto, médio e longo prazo. Os de curto prazo devem respeitar um tempo limite de 6 meses, e é aí que entram o pagamento de dívidas. Já os de médio e longo prazo serão superiores a 12 meses e podem ser desde o planejamento de uma viagem, até a compra de uma casa ou o pagamento de uma faculdade. Tenha isso bem definido para traçar um plano e alcançá-los.

  1. Pratique a educação financeira

Caso o seu planejamento seja familiar, mostre a todos os objetivos pelos quais estarão abrindo mão de pequenas coisas no dia a dia. Estabeleça metas realistas e vá mostrando aos seus familiares que a conquista será gradativa e trará bons frutos a todos no futuro. Crianças conscientes tendem a se tornar adultos mais responsáveis, e quanto mais cedo elas começarem a lidar com questões financeiras, melhor será para elas no futuro.

Gostou das dicas? O consórcio é uma das melhores formas de colocar o seu planejamento financeiro em prática e investir nos seus objetivos! Com a HS Consórcios você não precisa dar entrada, não paga juros e pode optar por pagar meia parcela até a contemplação. Acesse o nosso site e faça uma simulação para definir quanto você pode investir por mês.

>>> https://hsconsorcios.com.br/simulador

HS_lauda_09-12

Vai viajar nas férias? Confira as dicas para fazer a revisão veicular e sair com segurança.

O final de ano está chegando, e ainda que seja um ano atípico, muitas pessoas vão pegar

a estrada para visitar seus familiares, ou para descansar alguns dias longe de casa com todos os cuidados necessários.

Na correria do dia a dia, as vezes esquecemos de ficar atentos a alguns itens do carro que merecem atenção, por isso, confira nossas dicas e viaje com a sua família em segurança!

Revisão automotiva: o que é?

A revisão veicular tem como objetivo avaliar o desempenho do carro, de forma a prevenir problemas futuros e a resolver desgastes do sistema ou das peças. Ela garante a segurança para trafegar, evitando acidentes que podem ser causados por falta de manutenção. Pode parecer besteira, mas a falta de manutenção veicular está entre os principais motivos de acidentes que podem ser causados desde pneus desgastados até falhas em sistemas de freio e direção.

Para realizar a manutenção preventiva, todos os itens do carro devem ser checados sempre que possível. Para viajar, pelo menos 7 itens devem ser conferidos para sair com segurança:

  • Alinhamento e calibragem dos pneus

Os pneus são essenciais para garantir uma boa dirigibilidade e também segurança. Mantenha a calibragem em dia, pelo menos duas vezes ao mês e determine conferências periódicas do alinhamento e balanceamento para que o desgaste ocorra de maneira uniforme. Pneus desalinhados podem “gastar” de forma irregular, diminuindo a sua vida útil.

  • Fluído de freio

O fluído de freio é responsável por transmitir a pressão do pedal até as rodas, o que significa que o nível baixo é responsável por “cortar” a comunicação do sistema, ou seja, é um dos itens de maior importância para ficar atento. A substituição do fluído é recomendada a cada 10 ou 20 mil quilômetros, fique de olho no manual do seu carro e peça sempre para o mecânico conferir o nível independentemente da quilometragem.

  • Troca de óleo

O óleo é responsável por manter o motor e suas peças lubrificadas, e atua na prevenção do desgaste, da oxidação e da corrosão das peças. Por este motivo é de extrema importância que seja sempre renovado seguindo as instruções do manual do veículo, a cada 5 ou 10 mil quilômetros. Fique atento também ao nível mínimo e troque vez sim, vez não o filtro do óleo.

  • Suspensão e amortecedores

O sistema de suspensão inclui a inspeção dos amortecedores, molas, terminais, bandejas, entre outros itens interligados. O mau estado das estradas contribui, e muito, para um desgaste mais rápido, por isso a importância dos amortecedores que são responsáveis por absorver os impactos, garantido a estabilidade do veículo e o conforto dos ocupantes. Se um dos amortecedores estiver com defeito, o ideal é que seja trocado o par, a fim de manter o equilíbrio da suspensão nos eixos.

  • Radiador

A água do sistema de arrefecimento do veículo dura em torno de 30 mil quilômetros, mas o nível deve ser conferido pelo menos a cada 15 dias. O nível da água é de suma importância para que não haja o superaquecimento do sistema. Em carros mais antigos este controle deve ser ainda maior, e caso o nível baixe com frequência, é importante levar o carro até um mecânico para identificar o problema.

  • Bateria

A bateria é um dos itens mais importantes do carro e possui um desgaste silencioso. Devido o número de itens tecnológicos nos carros novos, ela tem uma importância ainda maior, já que demanda mais energia. Verifique a carga da bateria, assim como o seu sistema periodicamente para não ficar empenhado.

  • Sistema de embreagem

A embreagem é outro item que precisa de atenção. Pedal duro, ruído excessivo e trepidação são alguns dos sinais de que o sistema de embreagem está precisando de manutenção. No dia a dia, cuide a forma como você dirige, deixar o pé levemente apoiado sob a embreagem causa um desgaste mais rápido.

 

Agora que você já sabe os principais itens a revisar, converse com o seu mecânico de confiança e realize a manutenção necessária para botar o pé na estrada.