Arquivos mensais: junho 2021

Hs-CapaLauda

Porque o consórcio é considerado um investimento de baixo risco?

Para começarmos a falar sobre investimento x consórcio, vamos primeiro contextualizar o significado de cada um. Investimento é basicamente pegar uma certa quantia de dinheiro, esperando que ele se transforme em mais dinheiro no futuro. Para que isso aconteça, existem diversas categorias, nos mais diferentes riscos e modalidades. Já o consórcio, é uma modalidade de aquisição de bens, em que um grupo de pessoas contribuem mensalmente com um valor, formando uma espécie de poupança que é comum para adquirir os bens de cada participante do grupo.

Além das modalidades da HS Consórcios para aquisição de imóveis ou veículos, existem ainda grupos específicos para investimento. Muitos consorciados compram ainda cotas com objetivo de investimento imobiliário ou venda de carta contemplada, o que gera lucro no médio e longo prazo. Ou seja, o consórcio pode sim ser considerado um investimento.

 

Confira o artigo que fala sobre os tipos de investidor aqui.

 

O consórcio é considerado um investimento de baixo risco, pois se todas as cláusulas previstas no contrato forem cumpridas, como pagamento da mensalidade dentro do prazo previsto, todos os participantes do grupo serão contemplados entre o primeiro e último mês. Ou seja, o investimento é 100% garantido caso você pague todas as parcelas.

Escolha uma administradora de confiança

Para garantir a legalidade do seu consórcio, escolha uma administradora formal e competente, registrada no Banco Central do Brasil, como a HS. Administrar um grupo de consórcios é uma grande responsabilidade. É preciso garantir o cumprimento das obrigações financeiras do grupo, administrando o dinheiro e interesses de pessoas que estão em busca do mesmo objetivo. Por isso, as regras do consórcio são rígidas e precisam ser seguidas à risca. A HS Consórcios possui mais de 28 anos de história, sendo a número 1 do sul e a terceira maior em todo o país.

Hs-CapaLauda

Dicas para conquistar o imóvel dos sonhos a dois

Sonhar com a casa própria é quase uma unanimidade. Quando duas pessoas resolvem seguir uma vida juntos então, mais ainda. A conquista pode começar muito antes do casamento, mas precisa de planejamento financeiro, ainda que não seja necessário ter dinheiro para dar entrada a este sonho. E como se faz isso? A resposta é: com o consórcio!

1: Coloque tudo no papel

Para começar a planejar a conquista do imóvel a dois, é preciso entender os gastos e os ganhos do casal para avaliar qual o valor possível no pagamento da parcela. O mais indicado é que a parcela não exceda 30% da renda, levando ainda em consideração se o casal já possui outro tipo de investimento.

2: Defina prioridades

Definir as prioridades no seu planejamento é fundamental para realizar as suas conquistas. Pergunte-se: o que você deseja para daqui a 6 meses, 5 e 10 anos? Defina no papel as suas metas, e a forma como você deseja conquistá-las. Ao longo do tempo seus objetivos podem ser reajustados (sempre para melhor), mas nunca esquecidos ou deixados de lado. Estabeleça o valor necessário e o tempo que você vai levar para atingir determinada meta.

3: Divida as despesas

No caso de ambos possuírem renda, é importante distribuir os gastos conforme o ganho do casal, ou seja, fazer uma distribuição proporcional ao que cada um ganha, assim quem tem um salário mais alto assume mais contas garantindo o equilíbrio financeiro. Desta forma, ninguém se sente sobrecarregado e fica mais fácil de assumir novos objetivos.

4: Estude taxas de juros

Em caso de financiamento, é preciso considerar as taxas de juros cobradas no empréstimo. O consórcio é mais vantajoso neste quesito, já que não possui juros e a taxa administrativa é definida em contrato. Desta forma, é possível determinar o real gasto com o seu sonho, e realizar com excelentes vantagens.

5: Crie uma reserva de emergência

Para ter independência financeira a reserva de emergência é fundamental. Mesmo que muitas pessoas saibam disso, uma pesquisa realizada pela Anbima em 2017 revelou que 52% dos brasileiros não possuem dinheiro guardado para lidar com imprevistos que vão desde perder um emprego até ter um problema de saúde, ou seja, situações bem importantes!

6: Faça um consórcio

Para quem tem dificuldade em guardar dinheiro, o consórcio também é uma ótima opção, já que ele se torna uma poupança “forçada” com o pagamento mensal e um rendimento superior à poupança. A HS Consórcios é a melhor opção, pois com o pagamento da metade da parcela, o valor mensal não compromete o orçamento e você consegue conquistar seus bens enquanto mora de aluguel ou faz outros tipos de investimentos.

 

Caso você tenha dificuldades para guardar dinheiro por conta própria, ou esteja insatisfeito com o rendimento de uma poupança, o consórcio é a melhor forma de atingir seus objetivos seja para a compra de um imóvel, veículo ou como um investimento para outras conquistas. Com as facilidades da HS Consórcios, é possível ainda pagar apenas meia parcela até a contemplação, o que não compromete toda a sua renda e você não precisa dar entrada. Assim, desde cedo, é possível pensar nos investimentos a longo prazo. Para fazer uma simulação ou falar com um dos nossos corretores autorizados, clique aqui.

Gostou das dicas? Compartilhe com os seus amigos e faça uma simulação em nosso site https://hsconsorcios.com.br/simulador