Arquivos diários: 24/01/2022

HS-capa-lauda-26-01

Educação financeira para crianças: 4 apps para aprender brincando

Se você acha que os seus filhos são muito jovens para falar sobre dinheiro, saiba que desde conversas, até as suas atitudes no dia a dia podem ajudar a desenvolver um adulto com uma atitude financeira consciente no futuro. Uma ida ao supermercado é suficiente para tocar no assunto, sobre as necessidades de compra e como as condições financeiras afetam as nossas escolhas.

A educação financeira é fundamental para que as crianças se tornem adultos responsáveis financeiramente, com visão para investimentos e poupadores por natureza. Para quem acha que esta é uma tarefa complicada, saiba que existem aplicativos lúdicos, especiais para levar o aprendizado às crianças, enquanto elas brincam.

Confira alguns dos aplicativos indicados para a educação financeira das crianças:

  1. Tindin: mesada eletrônica como ferramenta de educação financeira infantil

O Tindin Educação Financeira utiliza mesada eletrônica gamificada, ou seja, com recursos de jogos para ensinar conceitos financeiros ao público infantil. O aplicativo está disponível para o sistema Android e iOs.

Na plataforma, cada criança tem acesso a tarefas e missões delegadas por seus responsáveis. As tarefas podem ou não ser remuneradas, e seu valor é calculado automaticamente conforme o peso.

O aplicativo tem outras funcionalidades:

Carteira Digital: A carteira é onde a criança recebe o dinheiro da mesada. O saldo pode ser utilizado na Loja de Desejos, em Pagamentos via QR Code, Investimentos Lúdicos ou transferências para outros usuários;

Poupança Lúdica: Este recurso permite que a criança crie cedo o hábito de poupar. Ele permite que os responsáveis subsidiem as taxas de rentabilidade de seus dependentes.

Educação a Distância: A plataforma disponibiliza uma seleção de vídeos que abordam temas relacionados à educação financeira infantil.

Loja de Desejos: Ao trocar o dinheiro por algo desejado a criança ganha um referencial de valor monetário.

Pintura Livre: Ateliê virtual de pintura para incentivar a criatividade e iniciativa.

O aplicativo está disponível no modelo FREEMIUM, ou seja, os usuários baixam e utilizam os recursos básicos gratuitamente, podendo optar por aderir ao plano PREMIUM.

  1. NextJoy

O aplicativo do banco Next – do Bradesco – destinado a crianças, o nextJoy é uma conta digital que contém os personagens da Disney para inserirem as crianças na educação financeira. A plataforma conta recursos que ajudam a gerenciar gastos. O app está disponível no sistema iOS e Android.

O nextJoy conta com mesada programada, na qual o responsável pode agendar o valor e data para a conta dos dependentes. Tem a opção de transformar tarefas – como lavar a louça, arrumar o quarto e economizar a mesada – em missões que mostram grandes poderes aliados às responsabilidades.

A plataforma possui trilhas educacionais que são feitas por pedagogos e têm atividades para todas as faixas etárias, dos 3 aos 17 anos.

Para poder realizar a abertura de uma conta nextJoy, é necessário que o responsável pelo menor de idade tenha sua própria conta next. A conta é grátis, e depois da aprovação da conta, o cartão é enviado no próprio nome da criança.

  1. Poupadin

Já o Poupadin difere das outras plataformas por se tratar de um jogo. O Poupadin é apresentado com o formato de game para tablets Android ou PCs, cujo objetivo é ensinar educação financeira de maneira divertida e didática para as crianças.

O jogo consiste em ensiná-las técnicas básicas de finanças pessoais, tais como, montar um orçamento e planejamento adequado para iniciar uma poupança para atingir determinado objetivo.

Através do game, o avatar de cada criança deverá escolher um sonho e selecionar um valor para colocar no seu porquinho dos sonhos. É necessário completar dez rodadas para receber a mesada que corresponde a 100 dindin.

As rodadas são divididas em tarefas baseadas no cotidiano das crianças. As tarefas são divididas em quatro elementos:

Educação (corresponde aos minijogos, que precisarão ser jogados para manter o equilíbrio da mesada)

Alimentação (o avatar perderá sua energia e necessitará ser alimentado)

Saúde (poderá ficar doente, devido a má alimentação)

Conforto (existem várias opções para personalizar o quarto do avatar).

O segredo do jogo é manter um equilíbrio financeiro, em que não se pode gastar muito e nem pouco.

  1. BluBy bs2

O aplicativo do banco BS2 está disponível em sistemas Android e iOS. De acordo com a instituição, o Blu by BS2 foi desenvolvido para famílias com pré-adolescentes e adolescentes, na faixa entre 12 e 16 anos, mas pode ser usado por jovens de todas as idades.

Na plataforma há dois tipos de desafios com o objetivo de desenvolver as competências financeiras. Quando os adolescentes cumprem cada etapa, ganham medalhas e reconhecimento no painel de prêmios.

O Blu permite que o responsável programe datas e valores de mesada e o aplicativo transfere automaticamente para a conta do jovem, ou avisa se não houver saldo.

Outra ferramenta é a Reserva, uma espécie de conta separada que o adolescente ou o responsável pode criar para fazer uma poupança com objetivo específico.

Existe uma versão gratuita que dá acesso a alguns dos desafios e possibilita aos responsáveis visualizarem os prêmios e medalhas dos dependentes.

Mas existem dois planos com assinatura que dão acesso aos Desafios Financeiros e às funcionalidades da conta, como a 1ª via do cartão com o nome do dependente, a conta reserva e outros.

Gostou das dicas? Conte pra gente nos comentários como está sendo a sua experiência com a educação financeira das crianças.